Transplante capilar

A cirurgia de transplante capilar tem como objetivo transferir fios de cabelo da região occipital e temporal para as áreas calvas ou que apresentem diminuição da densidade capilar.

A ausência de receptores nos bulbos capilares das regiões occipital e temporal fazem com que os fios, nestas áreas, não sofram o afinamento progressivo e a evolução para calvície. Mesmo quando são transplantados para outra região eles continuam não sofrendo à ação DHT. Sendo assim, os fios permanecem para sempre nas áreas transplantadas, mantendo a aparência e o resultado de forma definitiva.

A retirada dos fios da região occipital pode ser feita através da técnica de STRIP (faixa) ou da técnica do FUE (extração de unidade folicular).

A cicatriz resultante na técnica da faixa é uma linha que cruza a região occipital (nuca) e fica camuflada entre o cabelo. A técnica do FUE os orifícios feitos para a remoção dos fios são extremamente pequenos variando de 0.8 a 0.9 mm de diâmetro. Quando os orifícios cicatrizam, eles fecham sem deixar sinal perceptível a olho nú.

Na técnica FUE, as unidades foliculares de 1 a 4 fios são removidos da área doadora pelo médico cirurgião de forma aleatória. Como nesta técnica, as unidades foliculares são retiradas uma a uma, o tempo cirúrgico é maior. O procedimento pode ser realizado em 1 ou 2 dias consecutivos de cirurgia dependendo da quantidade de unidades foliculares a serem transplantadas.A grande vantagem da técnica de FUE é não deixar a cicatriz linear na região da nuca.

Para a implantação das unidades foliculares são utilizados os chamados "IMPLANTERS", dispositivos semelhantes à uma caneta com um sistema de mola e uma agulha na ponta de 0.8mm de diâmetro para as unidades foliculares de 1 e 2 fios ou 1.0mm de diâmetro para as de 3 e 4 fios. Estas agulhas possuem uma abertura central que possibilita o posicionamento da unidade folicular em seu interior. Ao introduzir a agulha na área calva e apertar a ponta oposta do implanter, a unidade folicular é automaticamente implantada. A principal característica desta técnica de colocação é que o bulbo ou raíz dos fios não é tocado, o que reduz o trauma e aumenta a chance de crescimento destes fios.

A colocação de cada UF é realizada de forma individual, obedecendo a angulação natural dos cabelos. Desta forma, os cabelos crescerão sem marcas e com aspecto natural, proporcionando resultados muito satisfatórios.

O tempo de duração da cirurgia pode variar entre 6 à 8 horas. Após o término da cirurgia o paciente recebe alta no mesmo dia. No dia seguinte o paciente retorna a clínica para a lavagem dos cabelos.

No pós-operatório pequenas crostas se formam no local do transplante. Estas crostas caem com 7 a 10 dias após a cirurgia. Os novos fios transplantados caem dentro de 2 a 3 semanas, porém as raízes permanecerão e darão origem aos novos fios, que começarão a aparecer a partir de 3 meses da cirurgia,mas nem todos os fios crescem ao mesmo tempo e pode haver crescimento de fios até 1 ano após a cirurgia. Por isso, o resultado final de um transplante capilar só poderá ser avaliado após 1 ano da cirurgia.

O total comprometimento do paciente com as orientações pós-operatórias são essenciais para obtenção do melhor resultado.

O resultado final será sempre a soma entre tratamentos clínico e cirúrgico.

Pode haver a necessidade de um segundo ou mesmo de um terceiro procedimento, dependendo da extensão da perda capilar e do grau de cobertura desejado.

O objetivo do transplante capilar é proporcionar uma aparência mais estética e natural, devolvendo a auto-estima para quem sofre com a calvície.